Sosteniendo el barco contra viento y marea – O papel de editoras independentes para a circulação de obras literárias na América Latina: o caso da editora argentina Final Abierto

  • Karina Lima Sales
Palabras clave: Editoras independientes argentinas, Final abierto, Circulação literária, Resistência cultural

Resumen

O texto discute a importância de editoras independentes para a circulação de obras literárias na América Latina, considerando a categoria “independente” como polissêmica e enfocando a multiplicação de pequenas editoras na Argentina vinculada a um movimento social específico, no qual a crise do mercado editorial somou-se à crise econômica e política desde 2001 e ocasionou a proliferação de editoras independentes respaldadas em projetos culturais de âmbito coletivo, cuja tônica principal foi a busca de saídas para a crise por meio de estratégias de resistência cultural. O trabalho centra-se no caso da editora argentina Final Abierto. Com 13 anos de existência, a editora assume como norte a tarefa de superar a fronteira nacional argentina, publicando e fazendo circular produções ficcionais e não ficcionais de autores de distintos países de América Latina. Assim, pretende-se refletir sobre as estratégias utilizadas pela editora independente para a publicação e circulação das obras literárias que constam de seu catálogo, em sua atuação como força de resistência cultural em um panorama editorial.

Biografía del autor/a

Karina Lima Sales

Karina Lima Sales é Doutora em Letras: Estudos Literários pela Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG, com período de doutorado sanduíche na Universidad Nacional de La Plata – UNLP, Argentina, com bolsa PDSE da CAPES – CNPQ. Defendeu a tese “Traços da periferia: Performance e Política em produções literárias marginais contemporâneas”. É Professora Assistente na Universidade do Estado da Bahia – UNEB, desenvolvendo pesquisas sobre a narrativa brasileira contemporânea, especialmente literatura marginal-periférica e escritas performáticas, bem como narrativa contemporânea argentina.

Publicado
2019-09-24
Sección
Artículos